Recordando o rei David: vivência coral e criatividade musical na Europa pós-carolíngia

  • Manuel Pedro Ferreira CESEM/ Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa mpferreira@fcsh.unl.pt

Resumo

Este trabalho explora a presença do Rei David no quotidiano e no imaginário do clero latino medieval, através do Livro dos Salmos e de novas peças musicais (antífonas, sequências e tropos) inspiradas em episódios biográficos recolhidos no Antigo Testamento. Centrado em repertório consolidado por volta do século XI (com referências adicionais quer à mentalidade pré-carolíngia, quer ao impacto humanístico na polifonia do século XVI), põe em relevo a tensão entre uma estética musical expansiva e emotiva, associada a Cluny e à tradição ibero-aquitana, e o puritanismo patrístico reavivado, no século XII, pela Ordem de Cister. Entre os textos aqui apresentados pela primeira vez em português, contam-se passagens especialmente informativas, escritas em meados do mesmo século por João de Salisbúria, Hugo de Fouilloy e Elredo de Rieval.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-07-01
Como Citar
Ferreira, M. P. (2010). Recordando o rei David: vivência coral e criatividade musical na Europa pós-carolíngia. Medievalista, 1(8). https://doi.org/10.4000/medievalista.472
Secção
Artigos