Intervenção arqueológica no Alto do Calvário, Miranda do Corvo: a necrópole rupestre

  • Vera Santos Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Coimbra, Portugal verassantos@hotmail.com
Palavras-chave: Arqueologia, Miranda do Corvo, Castelo, Sepulturas Rupestres, 'Reconquista'

Resumo

Sendo provável que a vila de Miranda do Corvo se tenha desenvolvido em redor do cabeço do antigo castelo, fortificação importante na linha de defesa de Coimbra durante a 'Reconquista', pouco se sabe da sua história. É quase certo que o topónimo Miranda tem origem latina, relacionado com a função do cabeço como miradouro. Contudo, a primeira referência documental a esta vila surge no século X, e o seu castelo só aparece mencionado a partir do século XII. Actualmente, praticamente nada resta da fortificação medieval, para além de uma torre que fazia parte da muralha – actual torre sineira da Igreja Matriz –, assim como a cisterna, de nave única e planta rectangular, localizada no topo do cabeço. Os trabalhos arqueológicos aqui apresentados, realizados por solicitação da Autarquia, enquadram-se no âmbito do projecto da Rede Urbana dos Castelos e Muralhas Medievais do Mondego, que visa levar a cabo um programa de reabilitação do local.

 

Referências bibliográficas

Bibliografia

ALARCÃO, Jorge de – In territorio Colimbrie: lugares velhos (e alguns deles, deslembrados) do Mondego. Lisboa: Instituto Português e Arqueologia, “Trabalhos de Arqueologia, 38”, 2004.

ALMEIDA, Carlos A. Brochado de; SILVA, Luís Jorge S. Guedes da – “Os vestígios alto-medievais de Muimentos (Fonte Longa – Meda)”, in DOURO – Estudos & Documentos. Vol. III (5), (1998), pp. 201-210.

BAIÃO, António; CIDADE, Hernâni, MÚRIAS, Manuel – História da Expansão Portuguesa no Mundo. Lisboa: Editorial Ática, vol. I, 1937.

BARROCA, Mário Jorge – “Do castelo da reconquista ao castelo românico (Séc. IX ao XII)”, in Revista Portugalia, Porto, Nova Série, vol. XI-XII, (1990-91), pp. 89-136.

BARROCA, Mário Jorge – “Sepulturas escavadas na rocha de entre Douro e Minho”, in Revista Portugalia, Porto, Nova Série, vol. 31-32, 2010-2011, pp. 115-182.

BARROCA, Mário Jorge; MORAIS, António J. Cardoso – “A Terra e o Castelo — uma experiência arqueológica em Aguiar da Pena”, in Revista Portugalia, Porto, Nova Série, vol. VI-VII, (1985-1986), pp. 25-88.

BELISÁRIO, Pimenta – Miranda do Corvo: a sua paisagem e um pouco da sua história. Coimbra: Sociedade da Defesa e Propaganda de Coimbra, 1959.

BORGES, Nelson Correia – Novos guias de Portugal. Coimbra e Região. Lisboa: Ed. Presença, 1987.

CAPÃO, António Tavares Simões – As Cartas de Foral de Miranda do Corvo. Miranda do Corvo:Mirante – Cooperativa de Informação e Cultura, C.R.L., 1989.

CORREIA, Vergílio – Inventário Artístico de Portugal. Distrito de Coimbra. Vol. IV, reorganizado e completado por A. Nogueira Gonçalves. Lisboa: Academia Nacional de Belas Artes. 1953.

FERNANDES, Armando de Almeida – “Toponímia Vianense”, in Cadernos Vianenses, 1979-1983.

HARRIS, Edward C. – Principios de Estratigrafia Arqueológica. Barcelona: Editorial Crítica, 1991.

HERCULANO, Alexandre – Portugalliae Monumenta Historica: o saeculo octavo post christum usque ad quintumdecimumDiplomata et chartae. Volume I, Fascículo I. Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa, 1867.

Livro Preto. Cartulário da Sé de Coimbra. Coimbra, Arquivo da Universidade de Coimbra, 1999.

LOURENÇO, Sandra – O povoamento alto-medieval entre os rios Dão e Alva. Lisboa: Instituto Português de Arqueologia, “Trabalhos de Arqueologia, nº 50”, 2007.

MONTEIRO, João Gouveia – Os Castelos Portugueses dos finais da Idade Média: presença, perfil, conservação, vigilância e comando. Lisboa:Edições Colibri, 1999.

RODRIGUES, António Manuel Carvalho – Da Arte de Miranda do Corvo: para uma monografia de Miranda do Corvo, Miranda do Corvo: Câmara Municipal de Miranda do Corvo, 2006.

TENTE, Catarina – A ocupação alto-medieval da encosta noroeste da Serra da Estrela. Lisboa: Instituto Português de Arqueologia, “Trabalhos de Arqueologia, nº 47”, 2007.

TENTE, Catarina; LOURENÇO, Sandra – “Sepulturas medievais escavadas na rocha dos concelhos de Carregal do Sal e Gouveia: estudo comparativo”, in Revista Portuguesa de Arqueologia, Lisboa. Volume 1, número 2, (1998), pp. 191-218.

VIEIRA, Marina Afonso – Alto Paiva. Povoamento nas épocas romana e alto-medieval. Lisboa: Instituto Português de Arqueologia, “Trabalhos de Arqueologia, nº 36”, 2004.

 

Documentos electrónicos

DIRECÇÃO-GERAL DO PATRIMÓNIO CULTURAL – Portal do Arqueólogo. [Consultado a 08.05.2013]. Disponível em http://arqueologia.igespar.pt/index.php?sid=sitios.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-07-01
Como Citar
Santos, V. (2013). Intervenção arqueológica no Alto do Calvário, Miranda do Corvo: a necrópole rupestre. Medievalista, 1(14). https://doi.org/10.4000/medievalista.383
Secção
Artigos