A Igreja do Mosteiro de Santa Maria das Júnias (Vila Real). Um estudo histórico-arquitectónico

  • Sofia Lovegrove FCSH-UNL, Lisboa, Portugal, lovegrove.sofia@gmail.com
Palavras-chave: Igreja românica, Santa Maria das Júnias, ordens religiosas, evolução histórico-arquitectónica

Resumo

A Igreja do Mosteiro de Santa Maria das Júnias localiza-se no actual distrito de Vila Real, concelho de Montalegre. A sua construção situar-se-á no século XII e enquadra-se no estilo românico. Considera-se a forte possibilidade da existência de uma estrutura religiosa de cronologia mais recuada, no mesmo espaço, embora desta não subsistam quaisquer vestígios, à excepção de algumas menções em documentos da época. A sua história foi marcada por diversos momentos construtivos, directamente associados à conjuntura religiosa do reino de Portugal. Através da análise da sua estrutura arquitectónica, em paralelo com a história religiosa deste monumento, da região em que se insere e das ordens religiosas a que este esteve associado, procurou-se compreender a evolução histórica e arquitectónica do Mosteiro de Santa Maria das Júnias e, mais especificamente, da sua igreja.

 

Refências bibliográficas

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de – “Primeiras impressões sobre a arquitectura românica portuguesa”. Revista da Faculdade de Letras do Porto. Porto: Faculdade de Letras. Nº 1, (1972), pp. 65-116.

ANDRADE, António Alberto Banha de, (dir.) - Dicionário de História da Igreja em Portugal. vol. II. Lisboa: Editorial Resistência, 1980-83.

BAPTISTA, José Dias – Montalegre. Montalegre: Município de Montalegre, 2006.

BARROCA, Mário Jorge – “Mosteiro de Santa Maria das Júnias. Notas para o estudo da sua evolução arquitectónica”. Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 2ª Série. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto. vol. XI, (1994), pp. 417-446.

BARROCA, Mário Jorge – Epigrafia Medieval Portuguesa (862-1422). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian/Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2000.

BOTELHO, Maria Leonor - A Historiografia da Arquitectura da Época Românica em Portugal (1870-2010). 2 vols. Porto: Tese de Doutoramento em História da Arte Portuguesa apresentada à Faculdade de Letras da Universidade do Porto, policop., 2010.

COCHERIL, Dom Maur - Routier des Abbayes Cisterciennes du Portugal. Paris: Fundação Calouste Gulbenkian/Centre Culturel Portugais, 1986.

COSTA, João Alves da – Montalegre e terras de Barroso. Notas históricas sobre Montalegre, freguesias do concelho e região do Barroso. [s.l.]: Câmara Municipal de Montalegre, 1987.

ESPADA, Delmira – “Mosteiro de Santa Maria das Júnias”. Medievalista [Em linha]. Nº 4, (2008). Disponível em http://www2.fcsh.unl.pt/iem/medievalista/MEDIEVALISTA4/medievalista-espada.htm.

FONTES, Lourenço – “Pitões das Júnias”. In Actas do II Encontro Nacional das Associações de Defesa do Património Cultural e Natural. Braga: Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Cultural; Associação Cultural os Amigos do Parque Nacional da Peneda-Gerês, 1981, pp. 317-341.

GRAF, Gerhard N. – Portugal Roman. Vol. 2. Paris: Zodiaque, 1987.

GUERREIRO, Manuel Viegas – Pitões das Júnias. Esboço de monografia etnográfica. Lisboa: Serviço Nacional de Parques, Reservas e Património Paisagístico, 1982.

GUSMÃO, Artur Nobre de – Românico Português do Noroeste. Lisboa: Veja, 1992.

LIMA, Alexandra Cerveira Pinto Sousa – “O Mosteiro de Santa Maria das Júnias. Povoar e organizar um território de montanha”. In Actas do II Colóquio Internacional - Cister. Espaços, Territórios, Paisagens. Vol. II. Lisboa: Ministério da Cultura/Instituto Português do Património Arquitectónico, 2000, pp. 615-632.

MATTOSO, José – Religião e Cultura na Idade Média Portuguesa. Lisboa: Círculo de Leitores, 2002.

MAURÍCIO, Rui Paulo Duque – “O Mosteiro de Santa Maria das Júnias: a construção e a paisagem”. In Actas do II Colóquio Internacional - Cister. Espaços, Territórios, Paisagens. Vol. II. Lisboa: Ministério da Cultura/Instituto Português do Património Arquitectónico, 2000, pp. 605-614.

REAL, Manuel Luís – “A construção cisterciense em Portugal durante a Idade Média”. In RODRIGUES, Jorge (coord.) - Arte de Cister em Portugal e Galiza. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1998, pp. 42-96.

RODRIGUES, Jorge – “O mundo românico (sécs. XI-XIII)”. In História da Arte Portuguesa. Vol. I. Lisboa: Círculo de Leitores, 1995, pp. 180-331.

S. TOMÁS, Frei Leão de – Beneditina Lusitana. Tomo II. Ed. Crítica de José Mattoso. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1974.

YAÑEZ NEIRA, Mª Damian – Datos para la historia del Monasterio de Junias. Separata da revista Bracara Augusta. Tomo XXXII. Braga: [s.e.], 1978.

 

Fontes cartográficas

C.M.P., folha 18, Montalegre, esc. 1:25000, 1992.

Google Earth [Janeiro de 2013].

 

Fontes digitais

www.igespar.pt [Janeiro de 2013].

www.monumentos.pt [Dezembro de 2012].

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-07-01
Como Citar
Lovegrove, S. (2013). A Igreja do Mosteiro de Santa Maria das Júnias (Vila Real). Um estudo histórico-arquitectónico. Medievalista, 1(14). https://doi.org/10.4000/medievalista.373
Secção
Artigos