[1]
L. U. Afonso, «Em ano de peste, muito ficou por renovar», med, n. 31, pp. 449-463, Jan. 2022.